Como se tornar Psicanalista?

O profissional que concluir o Curso de Formação em Psicanálise terá elementos para iniciar um processo para se autorizar Psicanalista. Nossa Formação em Psicanálise contempla o quesito teórico e o tripé clássico da Formação em Psicanálise: teoria, supervisão e análise, amparado pela Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (Lei n° 9394/96), pelo Decreto Federal n° 2.494/98 e Decreto n° 2.208, de 17/04/97.

Acesse a página de nosso Curso de Formação, na  seção “Módulos”, para encontrar informações sobre o conteúdo de nossa Formação.

A quem o Curso é recomendado?

A Formação se destina a pessoas interessadas em montar sua clínica para atendimento a pacientes. Pessoas que atuam na área de ciências humanas (medicina, psicologia, psiquiatria, enfermagem, filosofia, direito, teologia, educação, pedagogia, letras, etc.) e áreas afins; conferencistas, líderes.

  • Profissionais que atuam com coaching, mentoring, assessment ou gestão e liderança de pessoas.
  • Profissionais interessados no trabalho clínico em Psicanálise: psicólogos e psiquiatras, médicos, terapeutas ocupacionais, assistentes sociais, terapeutas holísticos, enfermeiros que trabalham nos diversos serviços de Saúde.
  • Estudantes de graduação e pós-graduação, que, direta ou indiretamente, precisem se aprofundar em conceitos psicanalíticos em seus estudos ou carreiras.
  • Profissionais que atuam em hospitais, núcleos de atenção psicossocial, centros de saúde, projetos judiciários, projetos sociais, empresas, escolas, serviços de urgência e outros.
  • Artistas, líderes empresariais e quaisquer profissões que lidam com pessoas.

 

Por que a profissão de Psicanalista é aberta a pessoas de outras áreas profissionais?

É aberto porque nenhuma Lei especificou o contrário, e porque os grandes nomes da Psicanálise (inclusive seu precursor, Freud) defendiam-na como ciência laica ou leiga, isto é, não amarrada aos cânones da medicina ou da psicologia, o que não impede que grandes médicos e psicólogos tenham-na como uma forma principal ou secundária de procedimento.

Para Freud e muitos autores, a formação humanista (filosófica, artística, cultural, histórica) e a experiência clínica, associadas ao método psicanalítico, podem contribuir tanto ou mais para a superação das dores psíquicas do paciente. Vale dizer que desde o princípio a Psicanálise era uma profissão aberta a quem se interessasse e que atraiu não só médicos – como Jung e Adler – mas também advogados, filósofos, literatos, educadores e teólogos, sociólogos e pedagogos.

Por isso, restringir a Psicanálise a essa ou àquela profissão é absolutamente contrário à ciência, ilegal e inconstitucional, pois “todos são iguais perante a Lei”.

Existe um Conselho Federal de Psicanálise?

Não. Os Conselhos são autarquias federais criadas por lei, com atribuições de supervisionar eticamente, disciplinar e julgar os atos inerentes e exclusivos das profissões liberais de formação acadêmica reconhecidas oficialmente no país; estando a atividade psicanalítica à parte desta conceituação. O psicanalista pode (opcional) associar-se a institutos, associações, sociedades ou grupos de psicanalistas, para fins de aperfeiçoamento e network.

Inscreva-se em nosso Curso de Formação em Psicanálise.

Foi útil para você? Curta, Comente e Compartilhe!

One thought on “Como se tornar Psicanalista?

  1. O Triplé teoria, supervisão e análise afirma ao futuro psicanalista que existe uma segura retaguarda que o habilitará ao exercício competente nesta atividade. Havendo afinidade com a psicanálise, um excelente terapeuta trabalhará para benefício daqueles que necessitam seus serviços.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *