Psicanálise e aparelhos psíquico para Winnicott

Donald Winnicott, assim como Melanie Klein, não traz uma perspectiva que rompa com a de seus antecessores. Pelo contrário, o autor segue a tradição freudiana e kleiniana.

Acontece que a interpretação de Winnicott é tão pouco representativa em relação às intenções originais desses autores que as referências são quase irreconhecíveis. É como se ele recontasse a história das ideias psicanalíticas adaptando-a para corresponder melhor à sua ideia particular de psicanálise. O autor reescreve Freud de forma a adaptar as ideias do predecessor às suas próprias ideias.

Winnicott acredita que seria aos seis meses de vida que o ser humano se encontraria em estado de completa dependência em relação ao meio. Meio esse representado, nessa fase, pela mãe ou por algo que seja como um substituto dela. É um período em que o bebê depende inteiramente do que é oferecido pela mãe. Mas existe um aspecto essencial: apesar dessa completa dependência, não é possível para o bebê reconhecer esse estado. Isso porque em sua mente não haveria ainda diferenciação entre si mesmo e o meio externo.

O autor prossegue dizendo que a existência do Inconsciente (Id) depende da existência de um Eu (Ego) que posso reprimi-lo. O Id, nessa perspectiva, seria desenvolvido de forma secundário, enquanto o Ego seria inseparável da existência de qualquer pessoa.

Podemos identificar, assim, uma diferença essencial entre a concepção de Winnicott e a de Freud, já que na teoria freudiana o Id representa o aspecto biológico da formação do indivíduo.

RECAPITULANDO

Podemos concluir que o conceito de Aparelho Psíquico diz respeito à psique como um todo. As divisões entre Inconsciente, Pré-consciente e Consciente, assim como os níveis do Id, Ego e Superego, designam instâncias mentais que exercem funções fundamentais para o funcionamento da mente humana. É o conjunto dessas divisões e as funções que elas cumprem o que chamamos de Aparelho Psicológico.

O que muda entre as concepções de Freud, Klein e Winnicott não diz respeito ao que seria o Aparelho Psíquico. Diz respeito às funções e às raízes de cada uma dessas divisões supracitadas.

Foi útil para você? Curta, Comente e Compartilhe!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *